Foram ouvidos 1200 eleitores em 30 municípios tocantinenses

A primeira rodada de pesquisa de intenções de votos para o segundo turno feita pelo Instituto Stylo e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo TO-01542/2014, mostrou que o governador interino Mauro Carlesse (PHS), candidato pela coligação “Governo de Atitude”, lidera a corrida pelo Palácio Araguaia com 44% das intenções de votos.

A aferição foi realizada em 30 cidades do Estado, entre os dias 11 e 13 de junho. O candidato da coligação “A vez dos Tocantinenses”, senador Vicentinho Alves (PR), figura na segunda colocação, com 15,17% da preferência do eleitorado.

De acordo com os dados da pesquisa Carlesse, que obteve pouco mais de 30% dos votos válidos no primeiro turno das eleições, abriu vantagem de 28,83% para o segundo colocado.

Assim como no primeiro turno, muitos eleitores tocantinenses continuam indecisos: 15,33% não souberam ou não quiseram responder e 25,5% disseram que votarão em branco ou anularão o voto.

Votos válidos

Quando somados apenas os votos válidos, descartando os indecisos, os brancos e os nulos, assim como é contabilizado pela Justiça Eleitoral, Carlesse dispara na ponta e aparece com 74,36% dos votos, contra 25,64% de Vicentinho, uma diferença de quase 50% dentro do universo amostral.

Direcionada mantém diferença entre candidatos

A pesquisa direcionada confirma a primeira colocação de Mauro Carlesse. O candidato foi citado por 48,33% dos eleitores entrevistados

Vicentinho Alves possui 15,75% da preferência dos tocantinenses. Brancos e nulos registraram 24,5% e não souberam ou não quiseram responder, 11,42% das pessoas abordadas.

Eleitorado

O eleitorado foi diversificado: 49,17% dos entrevistados eram do sexo masculino e 51,58% do feminino.

As idades foram variadas: 16,5% dos entrevistados disseram ter entre 16 e 20 anos; 26,5%, entre 21 e 30; 35,75%, entre 31 e 60; e 15%, 61 ou mais. Do total, 6,25% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder.

Rejeição explica diferença entre concorrentes

A primeira rodada da pesquisa Stylo para o segundo turno mostra que o senador Vicentinho Alves lidera o quesito rejeição. Quando perguntados em qual dos candidatos não votariam para governador, 31,25% indicaram o candidato da coligação “A vez dos Tocantinenses”

O governador interino, Mauro Carlesse, é rejeitado por apenas 6% dos eleitores entrevistados. O número de pessoas que preferiram não responder ou não souberam responder a pergunta foi de 35% e os eleitores que optarem por branco ou nulo foi de 27,75%.

Pesquisa entrevistou eleitores de 30 municípios

A primeira rodada de pesquisa do Instituto Stylo no segundo turno das eleições suplementares buscou ouvir a opinião dos eleitores tocantinenses em relação aos candidatos que disputam o mandato tampão com duração até 31 de dezembro.

A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral do Tocantins (TSE-TO), com o protocolo TO-01542/2014, teve a intenção de identificar de forma espontânea e direcionada a aceitação e a rejeição dos candidatos postulantes ao Governo do Tocantins.

A sondagem foi realizada sob a responsabilidade do estatístico João Soares de Araújo Neto, profissional devidamente registrado no Conselho Regional de Estatística (Conre).

Durante o período de 30 de maio a 1º de junho foram ouvidos 1200 eleitores em 30 municípios de norte a sul do Tocantins. Os questionários foram divididos pelas zonas urbanas e rurais de cidades das regiões Norte, Central, Sudeste e Sul.

A região Norte é composta pelos municípios de Araguaína, Colinas do Tocantins, Araguatins, Tocantinópolis, Augustinópolis, Xambioá, Nova Olinda, Sítio Novo, Ananás e Axixá. Já na região Central estão as cidades Palmas, Porto Nacional, Lagoa da Confusão, Colmeia, Paraíso do Tocantins, Guaraí, Miracema, Miranorte e Pedro Afonso. No Sudeste estão Natividade, Arraias, Dianópolis, Taguatinga e Ponte Alta do Tocantins; e no Sul, Gurupi, Formoso do Araguaia, Alvorada do Tocantins, Araguaçu, Peixe e Figueirópolis.

O número de entrevistas realizadas em cada região levou em consideração a proporção do tamanho da população residente recenseada em cada um dos municípios, tendo por base o Censo Populacional de 2010 realizado pelo IBGE, e o número do eleitorado tocantinense presente na base de dados do TRE. A margem de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro amostral é de 2,7 pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Com Informações do Portal Stylo