Duas mulheres que estavam abrigando os suspeitos também foram detidas. Quatro presos foram capturados na manhã desta sexta-feira (5).

Outros três presos que fugiram do presídio Barra da Grota no início da semana foram capturados na manhã desta sexta-feira (5). São eles: Carlos Daniel da Silva Santos, 20 anos, Thalisson Ribeiro Coelho, 22, e Denis Alex Alencar de Brito, 23 anos. As informações foram confirmadas pelas polícias Militar e Civil. Agora, são sete recapturados, sendo que quatro foram presos nesta manhã.

Daniel da Silva Santos e Thalisson Ribeiro Coelho estavam em uma casa no setor Martins Jorge, em Araguaína. Duas mulheres que estavam dando abrigo para os foragidos também foram detidas. Durante a prisão houve troca de tiros e uma pessoa feita refém, mas não há informação de feridos.

Também na manhã desta sexta-feira foi preso Breno Raylan da Silva Rodrigues, de 24 anos. Ele foi encontrado em uma fazenda às margens da BR-153, próximo da barreira da Polícia Rodoviária Federal, após uma denúncia anônima.

Ao todo, 28 homens escaparam pela porta da frente do presídio após uma rebelião na tarde de terça-feira (2). Uma professora e um agente foram feitos reféns e só foram liberados mais de 24 horas depois da fuga. Após a fuga nove presos morreram em confronto e sete foram recapturados. Outros 12 seguem sendo procurados.

Os outros presos que já foram recapturados são: Marcos Phablo Soares de Carvalho, Lázaro Carneiro Gonçalves, Maurício Pereira da Silva, que se entregou quando os reféns foram liberados, e Breno Raylan da Silva Rodrigues.

Entenda

A rebelião teve início às 14h40 e seguiu até às 16h, nesta terça-feira (2), quando o grupo saiu do presídio. Seis pessoas foram feitas reféns, mas quatro ficaram feridos e foram deixados pelos criminosos.

Entre os feridos estão os agentes penitenciário Mark Alves Garcia de Sousa, de 31 anos, e Magnun Alves Garcia de Sousa, de 28 anos; além de um funcionário de uma empresa terceirizada, Adssandro Alves Pereira. Eles foram internados e não correm risco de morrer.

Homens da Polícia Militar, Polícia Civil e do sistema penitenciário ainda estão procurando pelos fugitivos em uma área de mata. Cães farejadores também são utilizados. O helicóptero da Segurança Pública também ajuda nas buscas com homens armados.